domingo, 13 de maio de 2012

História do Anel Atlante

Anel Atlante
A história deste anel começa há 8000 anos no Egito, quando os Atlantes deixaram a sua imensa sabedoria a certos sacerdotes egípcios e o segredo do anel foi passado ao povo do Egito.
O anel Atlante foi encontrado no Vale dos Reis no Egito, pelo egiptólogo Marquês de Agrain. Mais tarde foi passado a outro egiptólogo, Howard Carter.
Diz a lenda que Howard foi o único a escapar com vida da maldição de Tutancamon inscrita em seu túmulo: ‘‘ A morte tocará com suas asa aquele que perturbar o sono do faraó’’.
Outros cientistas que estiveram no túmulo de Tutancamon com Howard morreram de doenças estranhas. Somente Howard sobreviveu, acredita-se que por estar usando o anel Atlante. Muitos pesquisadores se interessaram pelo anel depois disso.
O anel Atlante afasta todo tipo de energia negativa à nossa volta, Protege o campo da aura afastando as radiações energéticas nocivas. Não se trata de um amuleto ou talismã. O anel Atlante é considerado poderoso por ser radiestésico.
‘’ A eficácia do anel se deve às ondas  que ele emite, chamadas de Louxor, cujos agentes invisíveis catalisam energia cósmica’’.
O anel se caracteriza por possuir uma composição geométrica gravada: três retas, seis pontos e dois triângulos.
Uma composição misteriosa que emana forças invisíveis e proporciona vibrações benéficas a quem usa.
A eficácia do anel se manifesta, principalmente em quatro campos: Revitalização, proteção, cura, intuição.

Sobre o uso do anel:

Pode ser usado na mão direita ou na esquerda.
O anel é um bem pessoal que se impregna das radiações pessoais, por isso não deve ser emprestado, ofertado ou tocado por outras pessoas depois de usado.
Deve ser colocado em uma taça de cristal com água e sal durante a noite, uma vez por semana, e deixar o anel por algumas horas ao sol.
Use sempre o anel, principalmente em ocasiões importantes. Se não quiser usá-lo no dedo, use-o no bolso ou em contato com a pele como pingente, ou outro local escolhido para protegê-lo e neutralizar  radiações negativas.
É conveniente limpá-lo sempre com um produto polidor, para mantê-lo sempre brilhante e bonito.
A sua eficácia é aumentada quando se conhece as correspondências dos dedos com cada órgão ou função.

PROTEÇÃO: protege de forças ocultas e desconhecidas; protege de certas magias negras e feitiçarias;
CURA: ajuda a curar. Não é atuante de forma direta sobre moléstias orgânicas mas ajudando a restabelecer funções perturbadas do organismo. Atenua, diminui ou elimina perturbações psicológicas e psicossomáticas.
PARANORMALIDADE: ele desenvolve certas faculdades paranormais como o aumento da intuição e da telepatia.
REVITALIZAÇÃO: O anel ajuda a afastar as forças magnéticas ou telúricas negativas que o corpo recebe, e retém as positivas

SIGNIFICADOS DOS DEDOS:

POLEGAR: age sobre os maxilares, linfa, orelhas, faringe e sistema respiratório.
INDICADOR: age sobre o sistema nervoso central, intestino grosso, coluna, vértebras. Vitalidade, vontade e ação (eu consciente).
MÉDIO: age sobre a circulação, alergias, crânio e pés. Influência sobre o conjunto das funções corporais, sobre s ossos e esqueleto. Dedo da vida material.
ANULAR: age sobre o sistema genital e urinário, sistema digestivo, sistema nervoso periférico, nervos simpáticos e parassimpáticos, hipófise, tireóide. Sabedoria (eu superior).
MÍNIMO: age sobre o coração, artérias, aorta, coronárias e intestino delgado. Emoções (eu subconsciente).



Nenhum comentário:

Postar um comentário